Tempos de criança

Hoje vim um pouco mais tarde para o trabalho. Peguei um ônibus diferente do rotineiro. Caminhei um pouco mais. Por cima do meio fio na ponta do pé.

De repente, as lembranças de como é bom ser criança voltaram à minha mente. Lembrei do tempo em que corria na rua atrás do “tio” que vendia algodão doce. Lembrei do colo da mãe, do carinho, do beijo antes de dormir e o copo de água que eu sempre pedia quando já estava deitada. “Mamãe, me cobre?”.

Hoje estou vivendo uma fase de preparação, e eu sei que em breve não vou estar com a mamãe todos os dias. Em compensação, terei outra pessoa ao meu lado. Não vai substituir (e nem essa é a intenção), mas vai pelo menos amenizar a falta.

E aos finais de semana, mesmo com 1,73m vou voltar a pedir colo. E assim, relembrar dos tempos de criança, tempos que não voltam mais e que eu guardo escondido no coração, para lembrar e reviver sempre que surgir uma oportunidade. Como por exemplo hoje de manhã. Eu, de salto, pasta executiva, social e andando… na ponta do pé por cima do meio fio.

No mais, TJ&M forever!

>> Ana

Anúncios

Sobre Ana Paula

* Publicitária * Analista de comunicação * Apaixonada por família, namorado, chocolate, comunicação, marcas, marketing, cachorro, música, textos, curiosidades... Enfim, uma mistura de tudo e mais um pouco.
Esse post foi publicado em Coisinhas e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Tempos de criança

  1. Muito bom o texto Aninha.
    Fã do seu blog.
    Jesus te abençoe.
    Ah… e chegou o inverno aqui rsrsrs
    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s